Lucas 15 

Publicanos – cobradores de impostos

Fariseus – os que liam e estudavam a Bíblia, e faziam o que achavam correto aos olhos de Cristo

Jesus Cristo veio para os doentes que precisam de cura 

Aqueles que acreditam no que JESUS fez, recebem a vida eterna 

Aquele que se acha justo e perfeito nunca vai atender o chamado de Cristo. 

Só quando és consciente do teu pecado é que reconheces que precisas de um salvador 

Deus responde a estas pessoas através de 3 parábolas:

  • A ovelha perdida
  • A Moeda perdida 
  • O Filho perdido 

A Bíblia deve ser lida no seu contexto 

A maior parte das parábolas (histórias que servem para contar histórias) são paralelos aos céus 

É preciso entender para quem foi escrito, para entender a realidade da mensagem 

Tenta aplicar isto a tua vida

Parábola da ovelha perdida:

Lucas 15:3-7

Conta da imensa misericórdia que Deus tem pelas pessoas e o imenso interesse que tem por cada um de nós 

Um “justo” (aos seus olhos) nunca vai achar que precisa de arrependimento. 

Parábola da moeda perdida:

Lucas 15:8 -10

Volta a exemplificar a graça e a misericórdia que Deus tem por aqueles que não a merecem 

Há alegria nos céus por cada pecador que se arrepende! 

Parábola do filho perdido:

Lucas 15:10

Volta a reafirmar o mesmo

E vai mais além para responder à parte da murmuração 

O Deus do universo é também o nosso pai 

Deus é pai, primeiro é sempre. 

A única coisa que um filho tem de fazer para ser amado, é existir 

O filho mais velho não amava a presença do seu pai e, assim, há muitos cristãos.

O único caminho é o arrependimento 

O que verdadeiramente interessa das parábolas

  • a misericórdia de Deus 
  • A necessidade do arrependimento 

A comparação mata

Não te compares com ninguém aceita a paternidade do teu pai 

 No v. 19 o filho pensa que já não é digno. 

Mas no v. 21 ele confessa-o perante Deus. 

Essa é a maior arma que temos para voltar para os braços do pai. 

1 João 1:9

Música: Solo quiero ser hijo – Marcos Brunet 


Categorias: Pregações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *